Tratamento da Depressão

Tratamentos > Depressão > Tratamento da Depressão

No tratamento da depressão, a primeira etapa consiste em fazer com que o doente deixe de a negar, de a querer controlar, até porque isto é impossível de acontecer. Assim, torna-se imprescindível “atirar” à pessoa grandes doses de boa vontade para ver se a depressão “passa”.

Acima de tudo, é preciso acreditar que reconhecer a própria impotência perante a depressão não é um sinal de fraqueza, mas de humildade. Esta humildade torna o depressivo mais aberto e recetivo, o que lhe permitirá uma mais fácil integração de novas formas de pensar e, por conseguinte, de sentir.

De facto, as mensagens que transmitimos a nós próprios têm um impacto extremamente significativo nas nossas emoções.

Por outro lado, o tratamento para a depressão faculta ao adicto a possibilidade de exteriorização dessas emoções que, muito provavelmente, estão há muito amordaçadas em nome de uma educação eventualmente repressiva, do medo ou do comodismo, e de evitamento de conflitos.

Muitas vezes, no início do tratamento, o paciente não se sabe expressar, não sabe identificar os seus sentimentos nem as situações que lhes dão origem. A missão de “libertar” o paciente dos seus medos para que este se ligue às suas emoções é geralmente desempenhada por um técnico no tratamento da depressão.

Durante o tratamento, o depressivo conquista também a noção da importância que tem, muitas vezes, contrariar a sua vontade própria.

Esboçar sorrisos, cultivar sonhos e fazer por concretizá-los é outra forma de combater a depressão.

Utilizamos cookies para garantir que o nosso site funcione da maneira mais tranquila possível e para analisar o tráfego da web. Se você continuar a usar o site, concorda com nossa Política de Cookies.
OK
Saiba aqui X